Procedimentos - TONTURA

Descrição

TONTURA

As perturbações do equilíbrio, conhecidas como tontura, podem ser rotatórias (vertigem) ou não rotatórias (instabilidade, flutuação, sensação de queda, desequilíbrio ao andar). 

O equilíbrio é mantido pelo sistema nervoso central, que orquestra informações recebidas pela função do labirinto (localizado dentro do ouvido), em associação com a visão e o sistema músculo esquelético.

As tonturas ocorrem quando o cérebro recebe informações desencontradas destas estruturas.

Durante uma crise o paciente pode apresentar  náuseas, vômitos, zumbido, sudorese, sensação de ouvido tampado.

Os fatores que desencadeiam vão desde alterações sanguíneas como aumento do colesterol, triglicérides, glicemia e hormônios tireoideanos até abuso de cafeína e açúcares. Outras causas muito comuns são: enxaqueca, deslocamento dos cristais, síndrome de meniere e por vezes fatores emocionais. Fatores neurológicos sempre devem ser afastados.

Diante de crises de tontura, procure um otorrinolaringologista para investigar e tratar a causa da tontura. Não se automedique, pois não existe um remédio para todas as “labirintites”. 

 

Abrir Chat